Quando pensamos em países da Península Arábica, hoje, vem à mente petróleo, riqueza inimaginável.


Estava prestes a desaparecer por causa da forte concorrência e à intransigência da administração colonial.


Mas menos de um século atrás, ainda não tinha descoberto o ouro negro. A região era pobre e uma de suas principais fontes de renda, pérolas, estava prestes a desaparecer por causa da forte concorrência e à intransigência da administração colonial.

"Yusuf estava pronto para mergulhar. Ele pegou sua cesta, agarrando-a pela borda, e (dobrado) perna em torno da corda. Ele mergulhou, profundo, profundo. Eu podia ver-se três, quatro braças. Então ele desapareceu."

Ele descreveu o explorador australiano Alan Villiers uma pérola expedição de pesca no Kuwait em 1939, em seu livro "Filhos de Sinbad" (Sons of Sinbad).

"Há quanto tempo estava sob a água! Na capa havia silêncio. (Então) um pequeno puxão (corda) e a barcaça se curvou. Ele passou muito tempo até que eu pudesse ver Yusuf debaixo d'água. Sua silhueta Desfocado era apenas um borrão. "

Mat/Tel/