10 distúrbios assustadores ao deitar


A maioria de nós deriva da nossa vida de vigília em ciclos previsíveis de sono profundo, não-REM, seguido de sono de movimentos oculares rápidos (REM) cheio de sonhos.

Mas quando os limites destas três fases de excitação se misturam, o sono pode ser francamente assustador.

De fato, alguns distúrbios do sono parecem mais tirados de filmes de terror do que do quarto dos pacientes reais. Conheça os 10 distúrbios mais assustadores do sono.


sono

Saúde e Medicina

10 distúrbios assustadores ao deitar

O sono é suposto ser um momento de paz e relaxamento.

10. Pesadelos

Seja a fugir de assassinos armados ou a aparecer nu no refeitório da escola, a maioria de nós tem sido acordado por pesadelos em algum ponto da vida. Quando os pesadelos ocorrem quase todas as noites, você pode ter transtorno de pesadelo.

Pessoas com transtorno de pesadelo acordam frequentemente com suores frio e memórias vivas de sonhos horríveis. A sua vida de vigília sofre uma vez que eles podem temer o sono. O stress e a privação do sono são importantes desencadeantes de pesadelos, assim como alguns medicamentos.

Em casos graves, sedativos podem ser necessários para aliviar a ansiedade subjacente aos sonhos ruins. Para a maioria de nós, porém, ver-se livre dos pesadelos é tão fácil como tomar um banho relaxante e ir para a cama na hora certa.

9. Sonambulismo

15% dos adultos ocasionalmente levanta-se e passeia ao redor da casa enquanto dorme. Nas crianças, o número é ainda maior. Ninguém sabe o que faz isso acontecer, mas o stress e os distúrbios do sono são muitas vezes fatores.

A genética também parece ser importante já que parentes próximos de sonâmbulos são 10 vezes mais propensos a apresentar a perturbação do que a população geral. Apesar de acordar um sonâmbulo não lhe fazer mal nenhum, o sonambulismo em si pode ser perigoso.

Um estudo publicado em 2003 na revista Molecular Psychiatry concluiu que 19% dos adultos sonâmbulos ferem-se durante as suas incursões noturnas. Cair é o maior perigo, por isso, se você tem um sonâmbulo em casa, desvie-o para longe das escadas.


8. Síndrome da cabeça explodindo

Ok, na verdade não envolve detonação da cabeça. Esta desordem criativa ocorre durante o início do sono profundo, quando a pessoa é subitamente assustada e acordada por um forte e alto ruído. Estes ruídos variam desde pratos quebrando até explosivos.

Para a pessoa que as ouve, as explosões parecem originar-se tanto da direita ao lado da cabeça da pessoa como dentro do próprio crânio. Não há dor envolvida, e não há perigo. Os médicos não sabem o que causa a síndrome, mas sabem que não está associada a uma doença grave.

7. Alucinações sonolentas

Estamos todos acostumados a ver coisas estranhas nos nossos sonhos, mas o que acontece quando não estamos sonhando? As chamadas alucinações hipnagógicas ocorrem durante a transição da vigília para o sono (logo após a nossa cabeça bater no travesseiro).

As alucinações hipnopômpicas ocorrem durante o processo de acordar. As pessoas relatam ouvir vozes, sentir sensações fantasmas e ver pessoas ou objetos estranhos em seus quartos. Bichos ou animais rastejando nas paredes são uma visão comum.

Alucinações relacionadas ao sono são mais comuns em pessoas com narcolepsia. Assim, enquanto a visitação ocasional fantasmática não é nada com que se preocupar, se as alucinações são acompanhadas por sonolência diurna e perda do controle muscular, deve consultar um médico.

6. Terrores noturnos

Gritar, bater, mover-se freneticamente - os terrores noturnos ganharam o seu nome tanto para a pessoa que experimenta um como para qualquer pessoa ao redor durante o evento. Ao contrário dos pesadelos, que surgem durante o sono REM, os terrores noturnos ocorrem durante o sono não-REM, geralmente no início da noite. Eles são mais comuns em crianças.

A pessoa no meio de um terror, pode sentar-se ereto, de olhos abertos, embora não esteja realmente a ver ou acordada. A pessoa muitas vezes grita e não pode ser despertada ou consolada. Em alguns casos, os terrores noturnos misturam-se com sonambulismo.

Por vezes as crianças vagam pela casa em estado de pânico. Após 10 ou 15 minutos, a pessoa geralmente volta para o sono e a maioria não se lembra de nada sobre o seu episódio na manhã seguinte. A causa do terror noturno é um mistério, mas a febre, sono irregular e stress podem desencadear episódios. Geralmente desaparecem com a idade.

5. Paralisia do sono

Durante o sono REM , rampas de atividade de sonho fazem com que os músculos voluntários do corpo se tornem imóveis. Essa paralisia temporária impede-nos de agir e sair dos sonhos. Às vezes, a paralisia persiste mesmo depois da pessoa acordar.

Pior ainda, a paralisia do sono muitas vezes coincide com o número 7 na nossa lista: alucinações. Num estudo de 1999 publicado no Journal of Sleep Research, 75% dos estudantes universitários que tinham experimentado paralisia do sono relataram alucinações simultâneas.

E essas alucinações, quando ocorrem com a paralisia do sono, não são nenhum piquenique, as pessoas comummente relatam sentir uma presença maligna, juntamente com um sentimento de ser esmagado ou sufocado.

4. Distúrbio de comportamento do sono REM

Se a paralisia do sono é um exemplo de um excesso de imobilidade, o distúrbio de comportamento do sono REM é um exemplo de excesso de movimento. Às vezes, o cérebro não sinaliza corretamente o corpo para ficar quieto durante o sono REM.

Quando isso acontece, as pessoas agem como nos seus sonhos. Elas podem gritar, socar e chutar, e até mesmo sair da cama e correr ao redor. Quando despertos, geralmente lembram-se do seu sonho, mas não se lembram de se moverem. Dada a violência os acidentes são comuns.

O distúrbio de comportamento do sono REM ocorre mais frequentemente em adultos mais velhos, e pode ser um sintoma da doença de Parkinson, uma doença degenerativa neurológica. Os médicos costumam tratar o distúrbio com medicamentos que reduzem o sono REM e relaxam o corpo.

3. Transtorno alimentar noturno

Você pode ter a força de vontade para evitar as bolachas enquanto está acordado, mas o que acontece quando você está a dormir? Pessoas com transtorno alimentar relacionados ao sono entram em festins alimentares durante a noite, acordando na manhã seguinte com pouca ou nenhuma memória do evento.

Alguns pôr-se em perigo a si mesmos ao cortar ingredientes com facas ou ao ligar o fogão. Outros comem matérias-primas, como alimentos gelados ou manteiga. A desordem é mal compreendida, mas, como o sonambulismo, ocorre durante o sono não-REM.

Fármacos que aumentam a dopamina, um neurotransmissor associado à recompensa e ao prazer, podem ajudar a deter os lanches noturnos inconsciente, afirmam os médicos.

2. Sexsônia

Ainda mais estranho do que comer durante o sono é ter relações durante o sono. Descrita pela primeira vez num estudo de 1996 as relações no sono podem variar desde irritantes (altos gemidos) a perigosos, ou até criminais.

Em pelo menos cinco casos controversos, homens têm sido absolvidos da acusação de violação, argumentando que estavam dormindo durante o ataque. A maioria das pesquisas sobre sexsomnia envolveram pequenos estudos de caso. O maior estudo, uma pesquisa de Internet de 219 pessoas é limitado porque se baseou em auto-relatos.

Mesmo assim, esse estudo, publicado em 2007 na revista Social Psychiatry and Psychiatric Epidemiology, sugeriu que a privação de sono, o stress, álcool, drogas e o contato físico com um parceiro de cama são importantes. No entanto, ninguém sabe porque algumas pessoas respondem a esses gatilhos com esse tipo de comportamento.

1. Insônia

Insônia, a incapacidade de adormecer, ou de dormir, pode causar irritabilidade e falta de concentração durante o dia, e a privação de sono a longo prazo pode ser perigosa.

A falta de sono tem sido associada a ataques cardíacos, obesidade, pressão alta, entre outros sintomas desagradáveis. Além disso, é uma das maiores causas de acidentes de viação e mortes provocadas nesses mesmos acidentes.

Referência de informação site: LiveScience , Artigo: Top 10 Spooky Sleep Disorders

Página no G+:
Comunidade no G+:
#fatoscuriosos #saudeemedicina