Aminobutírico GABA

Novos estudos destacam a relevância do GABA para diabetes

Saúde e Medicina - Dinâmicas interações entre o sistema nervoso, hormônios e sistema imunológico são normalmente em curso mas em diabetes o equilíbrio é perturbado. Dois estudos publicados em EBioMedicine por uma equipe internacional de pesquisa da Universidade de Uppsala realçar a importância do ácido neurotransmissor gama - aminobutírico (GABA) no diabetes tanto tipo 1 e tipo 2.

CMistériosBlogGABA é sintetizado por uma enzima chamada GAD do aminoácido glutamato em células nervosas, também importante, em células beta produtoras de insulina em ilhotas pancreáticas. GAD tem duas formas, GAD65 e GAD67. No diabetes tipo 1, as células beta são destruídas ao tipo 2 diabetes é associado com imparidade célula beta função e resistência à insulina.

Pacientes com diabetes tipo 1, muitas vezes, têm anticorpos para GAD65. No entanto, não houve nenhuma ligação forte entre o GABA e tipo 2 diabetes até recentemente quando foi demonstrado que GABA é importante para a manutenção e potencialmente também na fabricação de novas células beta.

Os dois estudos atuais, agora publicados em EBioMedicine, reforçam a imagem da importância do GABA, para ambos os tipos de diabetes. Os cientistas usado canais iônicos que se GABA abre, os receptores GABAA, como um sensor biológico para GABA e foram capazes de determinar os níveis de concentração GABA eficazes, fisiológicos em ilhotas pancreáticas humanas. Eles também mostraram que estes canais de íon tornou-se mais sensíveis a GABA no diabetes tipo 2 e que GABA ajuda a regular a secreção de insulina.

Os cientistas então isolaram de células do sistema imunológico do sangue humano e estudaram o efeitos GABA tinha nessas células. Eles mostram que GABA inibe as células e reduzir a secreção de um grande número de moléculas inflamatórias.

O efeito anti-inflamatório do GABA pode ser vital para as ilhotas pancreáticas desde enquanto GABA está presente, células brancas do sangue tóxicas pode ser inibidas, aumentando assim a sobrevivência das células secretoras de insulina beta. Quando as células beta diminuem em número e desaparecer de Ilhéus como acontece no diabetes tipo 1, então GABA consequentemente é também diminuída e, desse modo, o GABA de blindagem protetora das células beta. Quando moléculas inflamatórias aumentam em força, pode enfraquecer e até matar as células beta remanescentes.

Estudos em andamento, os cientistas agora se concentrar em clarificar o GABA sinalização mecanismos nas células imunes e em células beta humanas. Eles vão também como drogas existentes podem aumentar, diminuir ou imitar os efeitos do GABA, diz estudo Bryndis Birnir.

Referência de informação

The article is a translation of the content of this work:
New studies highlight relevance of GABA for diabetes